terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Naquela altura...

Vivi momentos convosco que jamais esquecerei.
Passamos por situações que ainda hoje desejava voltar a passar.
Ao longo dos anos o caminho para estarmos juntos foi ficando mais estreito. O trabalho, a idade, as circunstâncias da vida… foram-nos “separando” dos momentos vividos anteriormente.
Saudade dos sorrisos, das vivências, dos fins-de-semana, dos fins de ano, das férias de Verão, da entrada na adolescência…
Não querendo, nem podendo destacar um único momento, sublinho a união, o companheirismo e a alegria que fez parte da nossa juventude enquanto “grupo”.
Tenho pena, fico triste que tudo isto tenha “acabado” e que hoje passe algum tempo sem nos juntarmos todos para fazer coisas, combinar momentos, planear aventuras…
Invejo muito todos aqueles que por esta altura vivem os 13/14 anos das suas vidas… e que ainda não passaram por isso.
Se lhes pudesse falar, apenas lhes dizia que o melhor está para vir, para aproveitarem o momento e desfrutarem do presente, porque o futuro poderá ser duro.
Quando eu tinha 16, 17, 18 anos saía de casa para ir ter com vocês… todos os dias, fosse na escola, na rua, fosse onde fosse era com vocês que estava todos os dias.
Hoje… é o telemóvel ou o e-mail que vai mantendo acesa a chama de estarmos “juntos” e a par das novidades (quando há). Naquela altura havia sempre.
Naquela altura… naquela altura não tinha medo, nem sequer pensava que um dia nos íamos “separar”.
A vida pregou-nos uma partida premeditada, uma partida que prega a todos aqueles que trabalham… que mudam de casa… que mudam de vida…. Uma partida que queria que nunca nos tivesse pregado.
Mas também… quem é que disse que a vida era fácil e/ou boa?
Os momentos que passamos juntos, não se compram, não voltam… apenas podemos recorda-los com alegria por os termos vivido e com tristeza por não se voltarem a repetir.
A esperança é que um dia nos possamos juntar para recordar e rir como sempre. Aliás… esse foi sempre o denominador comum nos nossos momentos.
Mesmo assim continuamos amigos, vamo-nos vendo, vamos rindo, vamos saindo… pena é que seja só “ás vezes”.
Obrigado por todos os momentos.

sábado, 11 de dezembro de 2010

SMS

Dou-vos mais uma semana para se dar início oficialmente a época das SMS´s Natalícias. Há para todos os gostos, mas aquelas que se aguentam desde o Natal de 69 continuam a ser as mais apreciadas e enviadas.
«Este Natal queria dar-te uma grande prenda... linda, fantástica, imprescindível, maravilhosa, autêntica... mas, infelizmente, eu não estou à venda...!»Mensagens como estas... dispenso.
Escreve uma que te venha do coração... é mais original, mais criativo, e menos PARVO.
As operadoras agradecem.

Até sempre

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Trocaria todas as memórias de momentos com os meus amigos...
... por um único momento com eles.
 - Be true to yourself -

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Back

Voltei e dei um ar mais "fresco" ao blog.
Espero que gostem.
Voltrei a escrever em breve

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Eu e tu namorada

Não há dias para te escrever... mas hoje é o dia! Porquê? Porque sim!
Quando te conheci, não conhecia muitas definições de (bons) sentimentos que hoje me acompanham a cada segundo que passa.
Quando te conheci, ensinaste-me que A+M+O+R quer dizer, TU.
O que é o amor? És tu namorada.
O destino não quis que fosses a primeira, mas eu quero que sejas a última. A última namorada.
Amo-te, absoluta e fatalmente.
E... eu penso em ti, ainda mais do que te digo, e tu estás em tudo, mesmo quando não te penso, tu és a grande razão, do meu pensamento.
Não fui eu que escrevi isto, foste tu que me fizeste escrever.

Não te vou mandar um beijo, vou dar-te um... agora!

quinta-feira, 27 de maio de 2010

A nossa querida vuvuzela


Tinha que escrever um post sobre um tema que passa por todos os meios de comunicação social. A tão conhecida VUVUZELA.
Ao que parece... foi descoberto o instrumento que vai fazer com que a nossa selecção ganhe o Mundial.
Ao inicio achei graça porque poderia ser um instrumento que nos ia trazer pura diversão durante os 90 minutos em que a nossa selecção defronta os adversários. Mas enganei-me.
Alguém está a fazer da vuvuzela muito (mas muito mesmo) mais do que isso.
Esqueçam desde já, Ronaldo, Nani, Liedson, Deco... etc etc! A vuvuzela é que vai ganhar aquela merda toda.
Já não interessa a quantos milhares de quilómetros eles estarão, já não é necessário voar até lá para apoiar a nossa selecção, porque, se todos tocarmos em força a uma determinada hora, os nossos queridos jogadores vão ouvir-nos (reparem... na África do Sul) e sentir a nossa presença!
Por isso já sabem... antes dos jogos, vamos ignorar toda a necessidade de descanso dos nossos vizinhos, vamos ignorar horas, trabalho, enfim... tudo o que nos rodeia e vamos todos para a rua e para as janelas tocar a vuvuzela. Para quê???
Para os jogadores da selecção Portuguesa ganharem o mundial (porque de todos aqueles que irão estar na África do Sul, só os jogadores portugueses é que sabem, porque sentem, de onde vem o som de milhares, talvez milhões de vuvuzelas).
E poucos instrumentos musicais poderão simbolizar tão bem o Portugal de hoje como a vuvuzela. Quem teve a ideia de a distribuir entre nós é um génio. Os portugueses gostam de ruído ensurdecedor. Porque isso cala as dúvidas, absorve as questões e afasta as perplexidades sobre o actual momento do país.
Um génio...

PS: Ronaldo, Nani, Liedson, Deco... etc etc, não corram... esperem pelo som das vuvuzelas para a bola entrar na baliza.

PORTUGAL NO SEU MELHOR.

quarta-feira, 26 de maio de 2010

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Esclarecimento

Já muitos me perguntaram o porquê da minha ausência aqui no blog. O porquê de ter feito uma “pausa”.
Quero desde já deixar publicamente claro o porquê desse afastamento temporário.

A certa altura, alguém me tentou intimidar com comentários inconvenientes/ofensivos/impróprios etc etc.
Dado que eu escrevo o que quero, quando quero, tenho plena consciência que “quem anda à chuva, molha-se” e aceitei o primeiro pensando tratar-se de uma opinião relativa ao “post”.
Quando os comentários inconvenientes/ofensivos/impróprios se começaram a acumular, rapidamente percebi que afinal se tratava de algo pessoal de alguém que usava o meu blog para me atacar. A isso eu chamo “cobardia”.
Atacar-me virtualmente não me parece que seja a maneira mais adulta e feliz de resolver o que quer que seja, muito menos publicamente.
Porque “a coisa” estava a começar a descambar, decidi por bem, fazer uma pausa para acalmar os ânimos.
A não publicação desses mesmos comentários foi apenas e só (repito… apenas e só) para proteger a sensibilidade de todos aqueles que gostam de ler e comentar o meu blog.
Mas porque quem gosta de ler aquilo que escrevo não tem a culpa e a pedido de várias pessoas, voltei a “rabiscar”.
Voltei e vou voltar como terminei… escrevendo o que quero quando quero.
Jamais, repito, JAMAIS… alguém me vai conseguir deitar a baixo com comentários de baixo nível ao qual eu classifico de decadentes.
A inveja é um pecado, mas com essa eu vivo bem.
Por isso e para terminar quero deixar um agradecimento especial aqueles que não só lêem como comentam ordeira e sensatamente o meu blog.

Estou aí para as curvas…

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Hoje

De volta e com o mesmo espírito…
Não me vou dobrar a quem quer que tenha tentado dobrar-me, não vou facilitar-te a vida…
Vou continuar a escrever quando e o que me apetece.

E hoje estou meio melancólico.
Ontem vi um vídeo no “youtube”, que me fez parar e pensar numa série de coisas que não queria pensar.
Hoje acordei e voltei a pensar nisso.
A vontade nestas alturas é de doar todo o meu dinheiro… e dar tudo o que tenho a quem mais necessita.
Dei por mim a pensar no número de crianças que choram por 50g de arroz ou até por meio pão. No número de crianças que olham para quem as quer ajudar com medo e ao mesmo tempo como um Deus, alguém que está ali para as (tentar) salvar. No número de crianças que nunca tiveram um brinquedo na vida. No número de crianças que nunca receberam um beijo, um abraço ou uma manifestação de carinho. No número de crianças que vivem no meio de bombas, de minas, de armas, de guerras duras. No número de crianças que precisam da nossa ajuda.
Nós (e eu inclusive) queixamo-nos de fome quando estamos mais de 3 horas sem comer; queixamo-nos quando está muito sol, muito frio; queixamo-nos pura e simplesmente de coisas sem qualquer sentido, coisas parvas, como por exemplo no telemóvel que já não está na moda, e vamos a correr comprar outro. Resumindo, queixam-nos por tudo e por nada, literalmente.
Outros… e noutros pontos do mundo, queixam-se de não ter uma perna, de não terem uma mão, um braço ou de não ter forças para chorar de fome. É muito diferente.
Queixam-se, mas queixam-se em silêncio. E é precisamente isso que me assusta.
Enquanto esses vivem no inferno nós vivemos no paraíso. Vivemos mesmo no céu.
Afinal, quando pensamos que somos fortes, durões, enganamo-nos. Somos fracos... muito fracos, comparados com essas crianças que vivem tudo isto.
Pensando bem… pessoas como a Princesa Diana, Angelina Jolie, David Beckham, Orlando Bloom, Roger Moore entre tantos outros, merecem muito mais que uma salva de palmas. Merecem algo que não está ao alcance de ninguém... algo inatingível.
Já sabemos de cor, que o mundo não é cor-de-rosa para todos, não sabemos (nem queremos) é estar na pele de quem acorda ao som de tiros ou ao som do estômago a “dar horas”.

Eu pensei… pensa tu também

Já agora... o video que eu vi foi este:

segunda-feira, 3 de maio de 2010

segunda-feira, 8 de março de 2010

Farmville? Não, obrigado!!


Já há sites que dão dicas para ser um bom fazendeiro/agricultor... ou lá o que é;
Já há anúncios de pessoas que "tomam conta das quintas uns dos outros";
E imaginem... já há formas de ajudar o Haiti, jogando Farmville;
E há uns dias dei conta que a conversa entre dois amigos era a seguinte:

- Opá, se me arranjasses uma ovelha ou uma vaca é que era...
- Eu arranjo-te na boa, não sabia era que querias!

MENOS!!! OK?
Eu peço: Por amor de Deus, não me enviem tudo aquilo que tem a ver com esse jogo.
Se querem jogar, joguem, cultivem, façam criação, façam o que entenderem... mas não me chateiem para ser "vizinho" e/ou ter uma quinta!
Bem sei que dá para bloquear a aplicação e tudo o que tenha a ver com ela. Ainda não o fiz porque pensei que "isto" fosse passageiro. Enganei-me. Completamente.
Isto está a tornar-se vício público mundial.

Repito, tou nem aí para esse jogo.

quinta-feira, 4 de março de 2010

De volta

Ah pois, estou na área de novo.

São sei bem como regressar, não sei como e o que se escreve quando se está muito (muito mesmo) tempo sem “postar”.
Alguém me pode ajudar?

E perguntas tu: Porquê tanto tempo sem escrever?
E responde eu: Porque sim.
Chega? Não chega?

Estou cá de novo para quem gosta e para quem não gosta!
O “problema” é que aqueles que não gostam também lêem o meu blog e isso deixa-me com vontade de rir. E muito.
E logo eu que ADORO rir

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Make your design

step1: Concept, concept and concept, and again some concept.
step2: Research, sketches, planning.
step3: Mixed plastic technics (or not), hand draw, freehand or illustrator, and finishings in photoshop.
step4: Submit to critic.
step5: Analise critics and retouch composition with valid ones.
step6: Publish

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Eu acredito



"Afinal, aquele Sr. de Barba Branca, intitulado Pai Natal, com a sua enorme barriga não é um produto da imaginação infantil!
Todos nós já deixámos bolachas e leitinho ao Pai Natal.
Muitos de nós já não acreditam no Pai Natal...mas desenganem-se, porque o Pai Natal existe! Existe mesmo.
Contudo, nunca me tinha apercebido que vivemos numa sociedade capitalista, e o Pai Natal, foi também corrompido! Hoje em dia, o Pai Natal não aparece pelos céus do mundo, com o seu trenó e as suas renas simpáticas, porque simplesmente assinou contrato de exclusividade com a Coca-Cola! Mas é só e apenas isto!! Hoje em dia ele ganha a vida não pela via da filantropia mas sim a fazer campanhas publicitárias, e raramente aparições públicas. E tudo isto, pago a peso de ouro.
Não só tem um protocolo de exclusividade com a Coca-Cola quanto à promoção de refrigerantes, como conseguiu tornar a magia de Natal num self-service.
Eu explico... cansado de tanto laborar na noite de consoada, constituiu uma rede de franchisings que dá pelo nome de Toys R' Us.
Ou seja... se antigamente podíamos esperar calmamente que esse velhote chorudo e carinhoso nos descesse pela chaminé, hoje em dia temos de ir aos seus franchisings derreter o nosso dinheirinho... enquanto ele continua, cada vez mais anafado, a observar a subida das cotações em bolsa do seu império.
Aliás, consta que já só cabe mesmo nas chaminés das usinas nucleares... Que isto de ser capitalista é muito mau para a linha...
Afinal o Pai Natal existe...sorridente, (agora ainda mais) barrigudo, branquinho, como sempre o conhecemos. Começou foi a pensar nele próprio, e no seu futuro eterno. Globalizou-se pelo mundo e vai-se promovendo como pode, e ao dito refrigerante!
E os direitos de autor? E os que se fazem passar por ele? Não deviam ser punidos?
Só me pergunto...afinal quem é que distribui os presentes actualmente? A Mãe Natal?! E o que é feito das renas? Estão em algum Jardim Zoológico para serem visitadas? É só isso que me chateia."

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

O Ac é que tem razão... VIVE A VIDA!!

"Vive a vida, tira proveito até ao fim da corrida, põe-te de pé e grita bem alto:
EU ESTOU VIVO E VOU VIVER A VIDA!
...
Moral da história: vive a vida e aproveita porque a vida dá voltas e não avisa com antecedência..."



R.I.P meu amigo!!!

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

PLAYBOY DEZEMBRO 09



Todos os meses tenho absoluta curiosidade em ver a Playboy...
Não é que a compre... mas espero sempre mais uns dias após a sua saída para as bancas e vejo-a aqui na internet.
Este mês é diferente. Não tenho interesse nenhum em vê-la.
A gaja da capa não é boa! Nada boa mesmo!
Temi o pior quando a vi na capa. Por momentos pensei que nas páginas centrais viria esta mulher toda nua só de gravata ou laço vermelho!
Ainda pensei também que iriam oferecer aos portugueses uma surpresa neste mês de Natal e pôr na capa a Diana Chaves com um barrete de Pai Natal, mas acabam por nos brindar com esta gaja muito fraquinha!
A tentativa de inovação e o pioneirismo é algo em que esta revista tem apostado com força.
Pelo que sei é a primeira vez, nos 55 anos de existência da marca, que um homem surge sozinho na capa desta revista masculina.
Aliás, os portugueses tem tendência a ser ou tentar ser pioneiros em alguma coisa.
A Playboy Portuguesa foi a revista que teve na capa a mulher mais velha de todas as outras capas de todo o mundo: Maya.
A Playboy Portuguesa foi a revista que teve na capa pela primeira vez, um homem sozinho.
O que virá a seguir? O Castelo Branco vestido de homem? Ou o Goucha todo nu e com uma chapéu à cowboy?
MUITO MAU... o Natal dos homens portugueses merecia muito mais do que esta reles gaja na edição de Dezembro.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

...

Ter graça, cair em graça ou ser engraçado – para além de não ser a mesma coisa, não é para quem quer, mas sim para quem pode.
Digo isto porque muitas mulheres são falsas e parvas, muitas delas com a mania das graças sem graça, os homens são só parvos.
Por outro lado, parece-me que ser-se parvo e falso contém em si um paradoxo. Quem é falso, raramente será parvo. Faz-se de parvo, que é uma das mais sublimes formas de falsidade.
Há sempre uma hipotese remota que pode minimizar os "estragos"...  fazer um tav (teste de aconselhamento voluntário), é muito bom para quem sofre do síndrome de parvoisse expontânea. 
Sou muito pouco machista e a ideia de que um homem, pelo simples facto de ser macho, é machista, parece ter-se enraizado na nossa cultura e parece-me também completamente descabida.
Digo que muitas mulheres são parvas e falsas porque além de saber o que estou a dizer, tenho razões para o fazer!

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

CARTA ABERTA AOS JOGADORES DO SPORTING

A razão desta carta aberta está na aproximação do jogo com Clube Recreativo de Carnide. Meus amigos… não valem a pena meter a cabeça na areia. Muitos sportinguistas estão com receio do que possa vir a acontecer. Eu não estou.
O Recreativo de Carnide está a jogar um futebol forte e eficaz. Mas nada que vocês não possam ultrapassar.
Uma derrota ou empate, na nossa casa, nesse jogo, será o pior que nos poderá acontecer.
Mas não acredito em derrotas, nem em empates. Só acreditamos e só queremos a vitória. Só esta nos interessa.
Vocês estão com vontade de ultrapassar este momento menos bom, e nós estamos cheios de vontade de vos ver ganhar.
Ainda por cima o jogo é em Alvalade, e não temos de aturar nem o voo da gaivota que eles tanto amam nem as ilustres figurinhas de Jorge Máximo ou o caldeiradas Barbas.
A equipa do Sporting que irá jogar, seja ela qual for, tem capacidade para demonstrar que o Sporting é o Sporting. Não tenham medo.
Com alma, genica e muita luta, vocês levarão de vencido o Recreativo de Carnide.
Estou certo e bem certo, que os sportinguistas irão encher Alvalade para vos apoiar.
Lutem até ao esgotamento. Joguem à Sá Pinto, esse coração de leão.
Encham-se de força e mostrem-lhes de que massa são feitos os sportinguistas.
Mostrem que são superiores aos argentinos, brasileiros, uruguaios, paraguaios, não sei se bolivianos, cubanos e mexicanos, peruanos e … dois portugueses e uma gaivota.
Voçês têm de querer ganhar. SEM MEDOS.
São superiores a eles. Porventura algum deles é melhor que o Patrício, Carriço, Polga, Tonel, Veloso, Moutinho, Matias, Vukcevik, Liedson ou Izmailov? Nem pensar.
Acreditem, porque nós jamais vos abandonaremos. Nunca o fizemos nem nunca o faremos.
Estes jogos significam muito para nós, por isso sejam felizes e façam-nos felizes.
Não baixem os braços e mostrem a verdadeira vontade de vencer!
Alvalade é nossa e é lá que queremos a vitória.

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

ALL NIGHT LONG...

Era um crime eu não partilhar isto com todos os leitores do meu blog.
Porquê?? Porque isto é muito bom... oiçam só:

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

MacGyver



-Só saímos daqui se fizermos isto explodir! Vamos morrer!! Diz ela
(Ele sorri, como se já tivesse uma na manga)
-Estás a rir?? Não me digas que sabes fazer uma bomba com uma pastilha!?! (Diz ela)
-Porquê?? Tens uma?? (Diz ele)

Esta é só uma amostra do que o pequeno grande MacGyver pode fazer em caso de extrema tensão.
Quem nunca viu não sabe que este herói arrisca a sua vida em delicadas operações de salvamento, utilizando como únicas armas os utensílios que existem à sua volta.
A sua mais poderosa arma é... a mente!

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Filhos do Coração...



… é o nome de um livro e de um cd... e, sobretudo, de uma causa. Uma causa que devia ser de todos.
Não tinha visto a reportagem que passou à cerca de 2 anos, sobre as crianças do Gana, que a jornalista Alexandra Borges realizou. Não tinha visto mesmo. Mas soube que iam lá voltar passado algum tempo e esse regresso passou ontem na televisão, onde foram resgatar cerca de 10 crianças.
Para quem não viu, posso garantir que não há como ficar indiferente a tal situação. Comoveu-me e sensibilizou-me mesmo muito.
Crianças que com 10 anos de idade e a trabalhar desde os 3, as únicas coisas que lhes pertence são duas t-shirts velhas, rotas e sujas. Crianças que trabalham cerca de 14 horas diárias em troca de uma refeição. Crianças que vivem desde muito cedo com doenças graves como a malária. Crianças que passam dias sem sorrir. Crianças que olham para quem lhes quer bem com medo e desconfiança. Crianças tristes.povo Africano vive e chegar ao ponto de vender os próprios filhos para serem escravizados
Fico admirado e feliz por saber que ainda há pessoas que se interessam pelas crianças de outros países, nomeadamente países Africanos onde a pobreza é maior, pois é preocupante, imaginar a miséria em que o
Infelizmente este flagelo vai continuar enquanto existir pessoas sem escrúpulos e governantes que só se interessem com o poder e as suas riquezas.
Queria dar os meus sinceros parabéns aos pioneiros desta missão de solidariedade, pois é um gesto do tamanho do mundo ver os portugueses a ajudarem as crianças do Gana. Certamente que é muito gratificante para aquelas crianças que todos os dias sofrem e a que a infância é roubada.
Há muitas causas por esse mundo fora, esta é um exemplo e há quem se mexa para tentar resolver ou pelo menos, não deixar cair no esquecimento...
Não há palavras para descrever a imagem de uma daquelas crianças a sorrir.
A todas essas pessoas, que deram a algumas crianças uma nova vida, mais uma vez, parabéns! São estes actos/feitos que distinguem o "tamanho" das pessoas!

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

domingo, 8 de novembro de 2009


OBRIGADO MISTER...



OBRIGADO!!
"PAULO BENTO FOREVER"

terça-feira, 3 de novembro de 2009

MTV Europe Music Awards



É já na próxima Quinta-Feira, dia 5 de Novembro que Berlim vai ter a sorte de receber os MTV Europe Music Awards.
OS EMA´s serverm para para celebrar a música/vídeo mais popular na Europa.
Este ano regressam a Berlim, 16 anos depois de aí se terem estreado.
A apresentação fica a entrege a Kety Perry e contará com as actuações de Mr. Jay-Z, Shakira, Foo Fighters, Green Day, U2 entre outros.
Os Xutos e Pontapés ganham o Best Portuguese Act e claro, estão nomeados para o Best European Act.
Este ano, além de se homenagear o melhor da música Europeia, celebra-se também o 20º aniversário da queda do Muro de Berlim.
Eu fui em 2005 no Pavilhão Atlântico e garanto... é muito bom!

NOTA: A não perder!!

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Obrigado # Hollywood

O Canal Hollywood vai passar durante este mês de Novembro todos os Domingos ás 22:00h um ciclo dedicado a Sylvester Stallone, um ícone do cinema de acção dos anos 80 graças a personagens como Rocky ou Rambo.
No próximo dia 8/11 pelas 22h vai passar o Rambo III.
Qual o homem que nunca sonhou em pôr uma fita na cabeça e com uma arma apenas, aniquilar um exército por completo?
É uma sequência de filmes impossível de adjectivar e que enquanto petiz vi mais de 1000 vezes. ESPETACULAR!
Fica aí só um cheirinho...



Aqui fica a programação:
8/11 - 22:00h - RAMBO III
15/11 - 22:00h - STAR PROFILES SYLVESTRE STALLONE
22/11 - 22:00h - STALLONE PRISIONEIRO
29/11 - 22:00h - O ESPECIALISTA

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

terça-feira, 20 de outubro de 2009

O útil junta-se ao agradável


Agora entendo de onde vem o vazio da actriz brasileira (até à data(!!)* fora do mundo porno) e/ou apresentadora: Maitê Proença.
Ainda não tinha visto o vídeo e estava já completamente "infectado" com todo o tipo de comentários sobre o assunto e a infecção era de tal forma grave que corri a ver o vídeo.
Desilusão completa, não há sangue, não há paixão nem ódio, não há lógica nem congruência, há apenas uma idiotice total para encher programa com um humor muito próprio e quanto a mim muito fraquinho e bastante básico.
Dar-lhe atenção com petições para que esta peça desculpas ao país, é, na minha opinião, uma perca de tempo e acima de tudo honrar a sua menopausa de uma forma irritada.
Agora compreendo o porquê desta actriz brasileira (até à data(!!)* fora do mundo porno) e/ou apresentadora, se ter envolvido com o medíocre Miguel Sousa Tavares. Está explicado.
O mesmo saiu em defesa da sua ex-companheira e borrou (ainda mais) uma pintura que para mim já esta borrada há muito, principalmente desde o dia que o mesmo afirmou que «Temos a bandeira mais feia do mundo».
Este tema veio numa altura em que eu me preparava para escrever sobre este senhor. Sim, temos que o tratar por senhor, porque ainda lhe falta uma cadeira da faculdade para chegar a doutor.
Assim sendo junto o útil ao agradável e só "se estraga" um post.
Para finalizar passo a citar uns infelizes comentários de MST:
"O fumo nos restaurantes que o Governo quer limitar, incomoda muitíssimo menos do que o barulho das crianças - e a estas não há quem lhes corte o pio."
"Afinal, o que é uma nuvenzinha de nicotina ao pé de um miúdo de goela aberta?"
NO WORDS!!

*até à data(!!)* - digo isto porque pelos vistos há quem faça DE TUDO para ganhar dinheiro e audiências.

MST:
Quer queiras quer não queiras, LISBOA É CAPITAL

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Coisas...



Alguém me pode explicar a razão pelo qual ás vezes e sem existir movimento brusco ou pensamento obsceno ficamos com as orelhas a ferver e vermelhas?
R: ??
Ou... porque é que as empregadas do Mac Donalds são magras e as do Vitaminas são gordas?
R:??
Porque é que as lojas que estão abertas 24 horas por dia... tem fechadura na porta?
R:??
Há dias reparei numa coisa... para que serve os bolsos no pijama?
R:??

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Tá quase...


As noites e os dias já custam a passar. Nunca mais chega o dia 22 de Novembro.
Pois é... é precisamente a 22 de Outubro que é lançado o PRO EVOLUTION SOCCER versão 2010.
Mania, vicio, exagero, obecessão... chamem-lhe o que quiserem mas isto é provavelmente das melhores invenções de todos os tempos... logo atrás da coca cola com gelo e limão e das batatas fritas do Mc Donalds.
Muitas tardes e noites de Inverno serão passadas a jogar esta brincadeira, muitas discussões irão surgir... muitas dores nos dedos... (bolhas até) é ele mesmo PES 2010.
Os betinhos do Barça têm mais um motivo para sorrir. Ao Messi, junta-se o melhor dos melhores, Zlatan Ibrahimovic!
Os meninos do Man. United, mudaram-se todos de certeza para o Real Madrid pois claro... porque juntar Kaka e Ronaldo é um sonho mesmo, mas há aqueles que se aguentam firmes... no Inter com os guerreiros de sempre Stankovic, Muntari, Cambiasso, Materazzi e agora também com Lúcio, Thiago Motta, Millito e Eto'o.
Que guerra tão boa...
Are you ready?

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Quando eu escrevo...

Quando eu escrevo sou feliz porque o que é complicado, torna-se simples, o dificil parece fácil, os textos ganham vida.
Estes são transmitidos aos leitores, que me dão forças ou não para passar ao post seguinte.
Entro em sintonia, encontro o meu conforto, conforto esse em que a “caneta e o papel” fazem parte do meu corpo como a lua faz da noite.
Uso o meu conhecimento e todo o meu vocabulário, com todas as letras do nosso abecedário. Letras que fazem palavras, palavras que fazem frases, frases que expressam o que me vai na alma.
Olho pra dentro e converso comigo próprio, viver é o principal objectivo, escrever é o processo.
Primeiro eu próprio e toda a minha vivência, toda a minha experiência, o que eu passei o que eu passo… tudo isto transmitido a papel quimico para o meu blog, para o meu espaço, para o local onde partilho os meus sentimentos com todos vós.
Quando eu escrevo… sou feliz!

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

It´s About Time


Começou hoje em Lisboa o Exprimenta Design Lisboa 09 com o tema "It´s About Time".
Há duas formas de pensar o tema. Num sentido literal, tudo se relaciona com tempo. O tempo é um factor omnipresente. Mas enquanto expressão idiomática, “It’s About Time” remete para uma ideia de urgência: “está na hora de fazer alguma coisa, de tomar uma atitude”. A ExperimentaDesignLisboa 2009 articula estas duas abordagens do seu tema num programa desafiante: reflectir sobre o papel do tempo no design e nas disciplinas projectuais. A urgência é óbvia. Por um lado, parece não haver tempo para confrontar as questões prementes de um mundo à beira do colapso económico e ecológico.
Por outro lado, explorar criticamente a nossa concepção de tempo é hoje uma necessidade incontornável. O tempo tem vindo a adquirir contornos distintos, quer nas nossas vidas, quer no design, desempenhando um novo papel, sujeito a diferentes critérios de apreciação. O tempo tornou-se um recurso finito em processos de comunicação cada vez mais rápidos e conjuncturas sociais cada vez mais frágeis. Nos actuais ciclos de criação e produção, ele é o inimigo contra o qual se trabalha.
A visitar...

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

I am what I am

Eu quero: ser feliz;
Eu tenho: muitos amigos;
Eu acho: que poderia ter mais coisas boas;
Eu odeio: moscas e despertadores;
Eu sinto: que sou capaz;
Eu escuto: tudo e mais alguma coisa;
Eu cheiro: a mim;
Eu procuro: já encontrei;
Eu arrependo-me: de não arriscar mais;
Eu amo: A família, a minha namorada e os meus amigos;
Eu sinto dor: quando fico pelo caminho e nem dou por isso;
Eu sinto a falta: do meu avô;
Eu importo-me: com tudo aquilo que me prende a atenção;
Eu sempre gostei: da redondinha;
Eu não fico: muito tempo no mesmo sítio;
Eu acredito: em Deus;
Eu danço: pessimamente mal;
Eu canto: no modo mute;
Eu choro: quando o coração pede;
Eu falho: em muitas coisas;
Eu luto: para vencer;
Eu escrevo: quando e o que me apetece
Eu ganho: não, não ganho… Mas gostava;
Eu perco: hum… há muito tempo que não perco nada, mas ainda bem;
Eu nunca: bebi um café;
Eu adoro: cores;
Eu confundo-me: quando me baralham;
Eu estou: a escrever um post para o blog;
Eu fico feliz: quando o Sporting ganha;
Eu tenho esperança: que um dia vou aprender a dançar;
Eu preciso: de espaço para respirar;
Eu não gosto: de quem promete e não cumpre;
Eu sou: Luís Miranda

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Amamos / Odiamos


Amamos:

  • Pequenos almoços de hotel;
  • Quando nos deixam passar à frente na fila do supermercado;
  • A pastilha no fundo do EPÁ;
  • Olhar para o carrinho do supermercado alheio;
  • Receber o catálogo do Ikea; (impossível receber o catalogo e não imaginar uma vida cor-de-rosa)
  • Ver pessoas a dormir nos transportes públicos; (sucessivo tombar da cabeça é maravilhoso de se observar)
  • Pessoas que de admiram ao espelho no elevador;
  • Sabonetes fresquinhos e cheirosos nos restaurantes;
  • Cafés que trazem chocolates;
  • As passadeiras rolantes;
  • Feriados à segunda ou à sexta;
  • Que nos ofereçam perfume na rua;
  • Batatas fritas do McDonald's;
  • Acordar e ver que ainda podemos dormir;
  • O chocolate no fim do Cornetto.

Odiamos:

  • Quando a bolacha do gelado vem mole; ( Um gelado é um mimo no nosso dia, e não queremos que nos estraguem esses minutos de puro prazer)
  • Desmontar a árvore de Natal;
  • Gelados em arcas frigoríficas ao lado de peixe;
  • Receber chamadas de telemarketing;
  • Arrumar as compras do mês em sacos plásticos;
  • Conduzir atrás de velhos;
  • Os alarmes das lojas;
  • Embrulhos mal feitos;
  • Meias brancas;
  • Números privados;
  • Janelas Pop-ups;
  • Barulho de pipocas a serem mastigadas em plena sala de cinema;
  • Cheiro a naftalina;
  • Canetas que não escrevem;
  • Os "motivos técnicos" da TVcabo;

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Parabéns Luís


28/08/84 Nascia eu, em Oeiras.
Gordinho e olhos rasgados, vim parar aqui, a este mundo sem saber como nem porquê, mas recheado de saúde.
À mãe e ao pai queria agradecer, queria dizer tanta coisa mas ainda nem os via… queria saber quais as razões de eu ter vindo cá para fora, para um sítio que não é perfeito nem nada que se pareça, onde por vezes faz frio, onde as pessoas nem sempre são boas, onde reina a inveja e a guerra e onde por vezes não estou bem.
A vida foi-me dando respostas a todas as minhas dúvidas e pouco a pouco fui construindo a minha própria enciclopédia universal.
Obtive as mais variadas respostas mas nem sempre de acordo com as minhas expectativas porque pensava que o mundo, a vida, as pessoas era tudo sinónimo de paz, alegria, amizade.
Desiludi-me aos poucos… e logo eu, que estava tão bem dentro daquela barriguinha.
Ano após ano, dúvida após dúvida, resposta após resposta fui tomando consciência da realidade.
A adolescência trouxe-me novas maneiras, formas diferentes de pensar e ver as coisas. Novas realidades, novos amigos, novas experiencias… mas não deixei de me sentir, de saber quem sou e de onde vim.
Nunca tive pressa de crescer, até pelo contrário… queria que a adolescência fosse eterna porque aí eu fazia o que queria sem consequências (graves), não se levava a mal qualquer palavra dita ou acto realizado.
Mas tinha de seguir com a vida para a frente e tornar-me um homem. Enfrentar as dificuldades da vida, encarar as críticas, superar as contrariedades, ou seja, tinha de enfrentar o mundo olhos nos olhos e sem medos.
Ás vezes dou por mim a pensar até que ponto me consigo identificar nesta corda bamba entre a tendência do comodismo e conformismo de uma vida regular e uma incessante vontade de procurar sempre algo novo, que me faça sentir que aprendi mais um pouco, que cresci mais um pouco.
À parte dessa indecisão, eu vejo e aprecio muita coisa, mas dou valor a pouca.
A amizade e o amor são talvez as características que mais prezo.
Aprendi por mim próprio a não me preocupar com a diferença. Se é alto ou baixo, gordo ou magro, branco ou preto, pobre ou rico, feio ou bonito… a mim pouco me interessa. A mim, o que realmente me interessa é se é meu amigo.
Por todos esses amigos sinto uma amizade e um amor, gigantesco.
Tirem-me tudo aquilo que tenho mas não me afastem de vocês.
Amigos, mãe, pai, irmã, sobrinha, namorada este texto é para vocês, porque é com este amor e esta amizade, que todos vós me dão forças para lutar e enfrentar o dia-a-dia.
Afinal a vida também tem coisas boas… vocês.

PS: é com o maior orgulho que escrevo cada letra deste texto.